ESP/POR

Lyrics that were translated and printed as handouts for Tidal’s South America tour in 2002.

CASTELLANO

DAS SEIN UND DAS NICHTS…
EL SER Y NADA
No es fácil desaprender lo aprendido durante años.
No es fácil decir no.
No es fácil despegarse de la bola y la cadena en tu tobillo.
(El volver de otros lugares/países/culturas que los nuestros resalta como
todo esta construido alrededor del materialismo y el consumismo aquí.
“Poseer” algo parece ser lo que mas y mejor consuela a la gente. Pero cuando
estas expuesto a otras maneras, otras formas de vida y cuando caes en la
cuenta de que l agente “pobre” parece estar pasándola mejor que la mayoría
de las personas de nuestra “cultura”, empiezas a pensar lo burdo que
realmente es la posesión material. Lo menos tienes mas libre te sientes?
Cuando viajaba por el sudeste de Asia (un privilegio) cuanto menos llevaba
conmigo mas libre me sentía. Llego el punto en el que hasta pequeñas cosas
como mis documentos parecían robarme algo de esa total libertad. Sé que me
llevara años el deshacerme de lo que me han enseñado. Mío, tuyo- quiero algo
mas… La vida puede ser mucho más fácil de lo que es ahora.) -C.

WE ARE OUT OF STEP…
ESTAMOS FUERA
párate en la fila o manténte fuera del paso / corre más rápido (que los
otros) o sé aplastado (por ellos) / estas advertido! un día haremos una
huelga, tomaremos las barricadas y aniquilaremos esta enfermedad / estamos
fuera del paso pero no nos importa / a la mierda con la competencia, y a la
mierda con tus comparaciones de mierda / como puedes engañarte así a ti
mismo? / paso a paso pierdes terreno, y ahora eres como ellos.
(1. El único rastro de consciente colectivo que encuentro en la actual
estructura de pensamiento de nuestra sociedad, en nuestros códigos morales,
es la tendencia a obedecer sin cuestionar a las autoridades ni las leyes, ni
al sistema político en general. Para mí, el (frecuentemente mal empleado)
termino “sociedad” requiere y asume una comunidad de base. Nuestro sistema
de libre comercio conlleva y apoya el individualismo, como se ve en medios
oficiales, etc. Sin embargo, esta sociedad individualista nuestra no es
capaz de trabajar en el sentido original del termino, produciendo
injusticias de todo tipo y obviamente una competencia difícil de
sobrellevar. Por supuesto necesitamos del individualismo con respecto a la
realización personal y/o responsabilidad para con uno mismo (lo que es vital
para el trabajo en equipo), dado que el colectivismo ha sido y es
frecuentemente prejuzgado cercano al fascismo. Para resumir: como comunidad
el colectivismo nos es necesario, las maravillosamente diferentes personas
que somos, necesitamos del individualismo que nos haga capaces de sacar lo
mejor de nosotros y usarlo socialmente.
(2. Idiotas, si piensan en comparar bandas, hablar de estilos u otras
idioteces vayan y escriban una carta para el diario local y hablen sobre
eso. Quizás a ellos les interese. A mi no me interesa. A la mierda con su
mentalidad marketinera. Desafortunadamente partes de la pseudo-escena
parecen concordar con esos chismes de mierda.) -C.

A DANCER’S SMILE…
LA SONRISA DE UN BAILARIN
Luego de años de lucha caemos en la cuenta de que no hemos cambiado nada –
nada nos ha cambiado. Sabíamos que el mundo era tan falso como la sonrisa de
un bailarín pero no sabíamos que nosotros también lo éramos…
Así que nos hundimos con nuestras esperanzas y sueños. Nada nos cambio. Casi
nos destrozamos a nosotros mismos… pero ver el virus de la inquietud
infectar nuestras mentes nos hace sonreír y nos trae un aire nuevo. Porque a
veces las flores mas bonitas crecen de la mierda.
(“…y todos mis planes, política y coerciones fueron estériles sin sentir
(la sensación), ni amar (el amor), ni vivir (la vida).) -B.

HUNGER TROTZ & LÜGE…
Entonces crecí, cansado de los interminables juegos a los que debo jugar con
una sonrisa puesta, cansada de hablar con frases hechas y dándole vuelta al
sentido de todas tus palabras una y otra vez… no quiero lo que necesitaría
cuando “querer” y “necesitar” son creaciones artificiales quiero estar
despierto sin cafeína… nada parece tener sentido y los sueños solo lo
hacen mas difícil.

THE DREAM IS DEAD…
EL SUEÑO HA MUERTO…
Todo ha sido dicho, aunque me hubiera gustado decirte tantas cosas / pero no
hay manera, todo ha perdido su sentido / tan inútil / tan vacío / estabas
equivocado, pero soy yo el herido / todas tus excusas nunca funcionaran / te
vendiste a ti mismo, ni siquiera sabes a quien / así que a la mierda mis
sentimientos, niega la verdad / el sueño esta muerto / tu lo mataste / este
sueño esta muerto / esta guerra esta perdida / este sueño esta muerto /
[este amor esta perdido].
(Acerca de venderse a sí mismo, tus ideales, sobre dar por perdido algo por
lo que una vez peleaste, y especialmente sobre tener la seguridad de que
alguna vez yo también, un día.) – C.

traduciones de Kim

PORTUGUES

WE ARE OUT OF STEP – Nós estamos fora do passo.
(O sampler no começo da música foi tomado da edição alemã de um desenho do Pernalonga. Isto diz algo sobre “using one’s time” e ser feliz, ao invés de perder seu tempo pensando sobre os problemas de ontem ou as preocupações de amanhã).
Ande na linha ou esteja fora do passo / Corra mais rápido (do que os outros) ou seja ultrapassado (por eles) / CUIDADO! Um dia nós podemos nos chocar, andar pelas barricadas e dançar sobre essa doença / Nós estamos fora do passo, mas a gente não se importa / Foda-se a competição e foda-se sua merda de comparações / Como você pode se enganar dessa maneira? / Passo a passo você está perdendo o chão e agora é apenas como um “deles”.
(O único pedaço de pensamento coletivo que eu consigo traçar na estrutura de pensamento da nossa sociedade, em nossos códigos morais, parece ser a tendência a obedecer e não questionar autoridades e leis, o sistema político em geral. Para mim, acima de tudo, o termo “sociedade”, muitas vezes fora de uso, requer e assume uma base coletiva. Nosso sistema de livre comércio sugere e apóia fortemente o individualismo ao invés do coletivismo, conforme podemos observar na mídia corporativa. Contudo, nossa sociedade individualista está perto de se tornar impraticável no sentido original da palavra (sociedade), nos dando injustiça social e um incansável sistema de competição do qual é difícil escapar. Naturalmente, precisamos de individualidade como um meio para auto-realização e/ou responsabilidade (o que é muito importante para qualquer coletivo funcionar direito) já que o coletivismo pode ser, e frequentente tem sido, confundido com algo próximo do fascismo. A grosso modo: como uma comunidade nós precisamos de coletivismo; como a maravilhosa pessoa diferente que nós somos, precisamos do individualismo que nos torne capazes de escolher as melhores idéias de toda individualidade e usar isto para a sociedade. Espero que isto não soe muito patético para você.)

MOMENT… – Momento…
Neste momento, este segundo, este instante, Eu sei que sou o que eu sou e sei que amo isto. Neste momento, eu desejo …que as coisas pudessem não tomar mais sua ordem natural …que não haja mais queda depois do vôo
…que eu pudesse arrebentar todas as correntes colocadas em mim …que eu pudesse nunca ter de encarar a queda de novo. Esperança ou desespero? Esperança sem desespero? O que resta é minha esperança para…
Neste momento, este segundo, sei que eu vivo, aqui e agora. Neste momento tão completo que meu coração parece estraçalhar o peito

KAELTE – Frio
O que eu mais sinto falta são dos “valores humanos”. Não posso suportar este frio daqui. Estou cercado por mortos vivos. Eles morreram há muito tempo, ainda que não saibam. Espero que você fique sufocado pela ignorância e anonimato! Que espécie de vida é esta e qual o sentido? Sentimentos são realmente tão ruins? Um beijo, um abraço ou apenas uma lágrima. Dê-me uma prova de que está mesmo vivo! Tudo o que eu quero é uma palavra.
Uma palavra para mim. Uma palavra para meu espírito.

elcol.
Isto é algo qualquer que significa mais que qualquer coisa (para mim) / Isto é algo que você não vai compreender / Isto não é qualquer coisa de qualquer pessoa / Isto é meu tudo.
(o que esta banda significa para mim, palavras dificilmente podem dizer, no duro).

A DANCER’S SMILE – O Sorriso do dançarino
Após anos de luta nós percebemos que não temos mudado coisa alguma – qualquer coisa tem nos mudado. Nós sabíamos que o mundo era tão falso quanto o sorriso de um dançarino, mas não sabíamos que a gente também…
Então nos perdemos em nossas esperanças e sonhos, qualquer coisa nos muda. Já estamos em pedaços… Mas observar o vírus da agitação infectar nossas mentes nos faz sorrir e dá um novo fôlego. Porque ás vezes as flores mais bonitas crescem da merda.
(“…e todos os meus planos, salvaguardas, política e coerção não tiveram frutos sem sentimento (o sentimento), amor (o amor), e viver (a vida).)

THE CYCLE – O Ciclo
Eu permaneço nesta sala, está escuro. As paredes estão mais e mais perto, parecendo me engolir. Devagar, eu caio ao chão. Segurando minha cabeça com as mãos, o martelar em minha cabeça está ficando mais forte. Gotas de suor estão se formando na minha testa, tentando inundar meu rosto – o sal está queimando – nos meus olhos. Eu sinto calor, depois frio. A cada segundo um novo sentimento toma conta de mim. Os pensamentos se perdem; estou perdendo o controle deles, se despedaçando para fora do meu corpo. Não consigo me lembrar como cheguei aqui, nem mesmo porque. Mas sei que já estive aqui antes. E eu sei que irei voltar novamente. Porque tudo o que eu quero é amar. Tudo o que eu quero é viver!

HUNGER TROTZ & LUEGE – Fome, desafio e mentiras
Então eu cresci cheio desses jogos sem fim que eu supostamente deveria jogar com um sorriso no rosto, cheio de discursos e deixando o significado de suas palavras de cabeça pra baixo de novo e de novo… Eu não quero o que eu deveria precisar, quando “necessitar” e “adquirir” são criações artificiais. Eu quero ficar acordado sem cafeína… Nada parece fazer sentido e sonhos podem apenas deixar tudo pior.

SPIEGEL – Espelho
Eu olho dentro do espelho. Meus olhos estão queimando. Este rosto no espelho vai e traz de volta um novo sentimento. Mas eu odeio isto. Reconheço e sinto a verdade interior. E a verdade dói. O que eu tenho feito na Terra?
Isto foi realmente tão mal? Despido de qualquer consciência. Sou eu odiado agora – Eu mesmo me odeio… O tempo esteve parado por um momento. A dor esvaneceu como se eu visse a verdade. Minha miragem distorcida
Não, isto não sou eu. Ou isto é aquilo que eu não quero ser?

WARTEN AUF GODOT – Esperando por Godot
Inclinar-se na minha busca sem fim pela sorte tem me fodido mais e mais. Ainda que eu não tenha tido o bastante… Mas finalmente eu fiz isto: meu plano deu certo. Agora estou nutrido, gordo e murcho. A solução que eu estava procurando é o fim que eu encontrei. Sem ter nunca procurado pela resposta …E ainda estou esperando… Me ajude, estou tentando. Quando você procurar vai ouvir. Isto te impedindo de encontrar. Você encontra tudo igual. Me ajuda, estou tentando. Quando você procurar vai ouvir. Isto te impedindo de pensar. Você pensa tudo igual. E pensar não é o pior… Eu estou esperando, ainda esperando por GODOT!

DAS SEIN UND DAS NICHTS
De volta no país das possibilidades, onde um sorriso custa muito, mas não vale nada. Criado e conduzido por suas imagens, mas eles nunca se importaram com o que você realmente queria!
Não é tão fácil desaprender o que foi ensinado por anos. Não é tão fácil dizer não. Não é tão fácil largar a bola e a corrente no seu pé.
O que vai restar quando tudo ao seu redor cair em pedaços? Talvez você, despojado, e a chance de finalmente fazer o que você quer?!

Advertisements